A terapia da fala e da linguagem é uma área especializada que tem por objectivo melhorar a comunicação e as capacidades cognitivas dos doentes. Entre as muitas abordagens utilizadas na terapia da fala, as actividades lúdicas são particularmente eficazes para estimular a memória dos doentes. Neste artigo, exploramos a importância das actividades lúdicas na reabilitação da memória e apresentamos diferentes métodos e jogos utilizados pelos terapeutas da fala e da linguagem. Quer seja um profissional de saúde ou um familiar prestador de cuidados, encontrará conselhos úteis para apoiar os doentes no seu percurso de reabilitação.

A memória é uma função cognitiva essencial que desempenha um papel crucial na nossa vida quotidiana. Para os pacientes submetidos a terapia da fala, que podem ter problemas de memória na sequência de um acidente vascular cerebral, lesão cerebral ou outras condições, é vital estimular esta função para melhorar a sua qualidade de vida. As actividades divertidas oferecem uma abordagem envolvente e agradável para trabalhar a memória, permitindo aos doentes fazer progressos enquanto se divertem.

saúde mental de adultos-cognitivo-doença

Os benefícios das actividades recreativas para a memória

 

Há muitas vantagens em utilizar actividades lúdicas na terapia da fala e da linguagem. Em primeiro lugar, os jogos permitem que os doentes se envolvam activamente no seu processo de reabilitação, o que incentiva a sua motivação e participação. Além disso, as actividades lúdicas proporcionam um ambiente menos stressante e mais propício à aprendizagem, o que pode ajudar os doentes a sentirem-se mais confortáveis e confiantes nas suas capacidades.

As actividades lúdicas também podem ser utilizadas para trabalhar diferentes aspectos da memória, como a memória de curto prazo, a memória de longo prazo, a memória visual e a memória verbal. Ao adaptar os jogos às necessidades específicas de cada paciente, os terapeutas da fala podem direccionar-se para as áreas da memória que requerem uma reeducação particular.

 

Métodos e jogos de reeducação da memória

 

1. Jogos de memória visual

Os jogos de memória visual são frequentemente utilizados na terapia da fala para estimular a capacidade dos doentes de se lembrarem de informações visuais. Estes jogos implicam geralmente a apresentação de uma série de imagens ou símbolos durante um curto período de tempo, pedindo depois aos doentes que recordem e identifiquem os elementos que viram. Por exemplo, o jogo dos pares consiste em virar as cartas para encontrar pares de imagens idênticas. Isto ajuda a melhorar a memória a curto prazo e a concentração.

Para além dos jogos de pares, existem outras actividades divertidas para a memória visual. Por exemplo, o jogo de memória de cenas envolve a apresentação de uma cena complexa aos doentes durante um curto período de tempo e, em seguida, pede-lhes que recordem os pormenores específicos da cena. Isto pode ser feito utilizando mapas ilustrados ou mesmo imagens projectadas num ecrã.

 

2. Jogos de memória verbal

Os jogos de memória verbal centram-se na capacidade dos doentes para se lembrarem de informações verbais, como palavras, frases ou histórias. Estes jogos podem incluir actividades como palavras cruzadas, em que os doentes têm de se lembrar de palavras-chave para completar as grelhas, ou jogos de associação de palavras, em que têm de encontrar ligações entre diferentes palavras.

Outra actividade interessante para a memória verbal é o jogo da sequência de palavras. Neste jogo, os doentes recebem uma palavra e depois é-lhes pedido que digam outra palavra que comece com a última letra da palavra anterior. Isto estimula a memória a curto prazo e a flexibilidade cognitiva.

3. Jogos de memória espacial

Os jogos de memória espacial têm como objectivo melhorar a capacidade dos doentes para recordar informações sobre o espaço e as relações espaciais. Estes jogos incluem frequentemente o jogo da memória geográfica, em que os doentes têm de se lembrar da localização de diferentes países ou cidades num mapa. Isto ajuda a desenvolver a memória visual-espacial e as capacidades de planeamento.

As actividades lúdicas oferecem uma abordagem eficaz e agradável para estimular a memória dos pacientes de terapia da fala. Os jogos de memória visuais, verbais e espaciais são ferramentas valiosas para ajudar a melhorar as capacidades de memória dos doentes. Quer seja um profissional de saúde ou um cuidador familiar, não hesite em incorporar estas actividades divertidas no seu programa de reabilitação da memória, para obter resultados encorajadores. A chave é adaptar-se às necessidades e preferências de cada paciente, mantendo um ambiente encorajador e motivador. Ao combinar os conhecimentos especializados dos terapeutas da fala e da linguagem com actividades recreativas adequadas, podemos ajudar os doentes a recuperar uma memória mais forte e a melhorar a sua qualidade de vida.

 

4. Fernando, o teu treinador cerebral

Fernando é uma aplicação de jogos cognitivos e culturais. Com mais de 30 jogos já disponíveis, os jogadores utilizam a sua linguagem, organização e outras capacidades cognitivas. Fernando vai consigo para todo o lado, pois a aplicação não necessita de Wi-Fi para funcionar (wifi apenas necessário para actualizações).

Outros artigos que lhe possam interessar: